A Vez dos Oportunistas

23

Por Giuliano Miotto, escritor, analista político e presidente do Instituto Liberdade e Justiça

Era uma vez um país que caminhava para a total recuperação econômica e para a prosperidade. Um país que havia deixado de ser um paraíso para corruptos, canalhas e gente safada.

Mas eis que surge um inimigo invisível, criado no laboratório de uma cidade chinesa, propagado de forma criminosa por agentes comunistas, os quais acobertaram tudo em parceria com a OMS, durante o tempo necessário para que esta arma biológica se espalhasse por todos os países do mundo.

Mesmo sabendo do avanço do vírus, nossos governadores pularam seus carnavais como se não houvesse amanhã, ficamos de braços abertos para o grande mal silencioso que atravessava os continentes, pouco se lixando para fronteiras, sexo, classe social, cor, nacionalidade.

Nunca antes na história deste País o clichê “crônica de uma morte anunciada” foi tão real.

Como era de se esperar, o caos se instaurou no Brasil, fazendo ressurgir das sombras os grupos de canalhas oportunistas que sempre se aproveitaram de seus cargos e títulos pomposos para saquear o nosso povo.

E agora é a vez dos oportunistas, o momento de ouro para que eles passem todo tipo de leis restringindo nossas liberdades individuais, criando ainda mais obstáculos para que possamos fiscalizar suas falcatruas, aprovando planos mirabolantes de irresponsabilidade fiscal e navegando sem qualquer vergonha no caos criado por eles mesmos.

O Brasil que produz, que trabalha, que sustenta esse mecanismo, vai pagar muito caro por isso tudo que está acontecendo.

Com certeza vamos superar o Covid-19, mas não sei se conseguiremos nos recuperar de tanta canalhice e malandragem concentradas em tão pouco espaço de tempo.

Que Deus tenha misericórdia de nós.

Deixe um comentário